Trans, travesti, Lésbica, Gay...Gêneros vão MUITO além da ‘Sopa de Letrinhas’!

Ai, ai, ai, querida! Você é daquelas que vive reclamando da famosa sopa de letrinhas? Caso não saiba, tem pessoas que vivem criticando a sigla LGBT e suas nuances. Se bem que nem todo mundo que está inserido nessa sigla por vezes a entende, pense então quem não faz parte dela. Pois bem, se isso para você parece complicado, imagine agora com a notícia que Nova York reconhece 31 diferentes tipos de gênero?

Uma coisa triste é que MUITA GENTE ainda não entendeu que que NÃO ADIANTA brigarmos por reconhecimento, de como nos encaixamos dentro desta sopa de letrinhas, se antes não brigarmos unidos.
Outro dia ainda vi uma mona "FURIOSA" com a outra porque a dita cuja chamou ela de "travesti", quando na verdade ela é uma "mulher trans". Bom, as duas estão certas, mas se uma não souber conversar EDUCADAMENTE com a outra, TODOS NÓS perdemos.

Antes de lutar umas contra as outras, devíamos lutar pelos nossos direitos como um todo. Daí sim, depois que o mundo aceitar e entender um pouco mais essa massa de diferentes, poderemos explicar para eles quem é a "travesti" ou quem é a "mulher trans'.

Também, assim como EXIGIMOS tolerância da sociedade, devemos EXIGIR tolerância umas com as outras. Ninguém nasce sabendo e muitas NÃO TEM ACESSO a todos os gêneros, ainda mais quando nasce um novo termo de tempos em tempos.

Aposto que EXISTE alguém que não se encaixa em nenhum termo que descreva seu gênero. Já pensou que pode ter um homem que gosta de outro homem, mas só consegue se relacionar com ele se ambos gostarem de transar comendo batata frita e assistindo pornô com duas lésbicas que gostam de sadomasoquismo? Pode apostar que, em algum lugar do mundo, este novo gênero existe, mas ainda não ganhou nomenclatura!


A sexualidade é diversa demais para tantos rótulos. Ai mona! Muitas vezes me sinto a Hellmans, a verdadeira maionese!

Com certeza já vejo um número enorme de gente criticando, pois por mais que para o mundo lá fora tudo isso se resuma em uma única coisa, que é tudo viado, o buraco é bem mais embaixo. Temos que parar com essa mania de julgar, pois é muito fácil meter o dedo na cara ou na ferida, do que tentar entender.  A gente se preocupa com tanta coisa, mas não com o ser humano, muito menos com o amor. O ódio é bem mais propagado e fácil de assimilar, infelizmente. Mas enfim, se você foi capaz de ler até aqui vou enumerar esses 31 gêneros para você entender, são eles:

  1. Bi-Gendered (Bi-gênero)
  2. Cross-Dresser
  3. Drag-King
  4. Drag-Queen
  5. Femme Queen
  6. Female-to-Male (Fêmea-para-macho)
  7. FTM
  8. Gender Bender (Gênero fronteiriço)
  9. Genderqueer
  10. Male-To-Female (Macho-para-fêmea)
  11. MTF
  12. Non-Op
  13. Hijra
  14. Pangender (Pangênero)
  15. Transexual/Transsexual
  16. Trans Person (Pessoa trans)
  17. Woman (Mulher)
  18. Man (Homem)
  19. Butch
  20. Two-Spirit (espirito duplo)
  21. Trans
  22. Agender (sem gênero)
  23. Third Sex (Terceiro sexo)
  24. Gender Fluid (Gênero fluido)
  25. Non-Binary Transgender (transgênero não binário)
  26. Androgyne (andrógena)
  27. Gender-Gifted
  28. Gender Bender
  29. Femme
  30. Person of Transgender Experience (Pessoa em experiência transgênera)
  31. Androgynous (Andrógeno)

Bem, aí estão os novos e os antigos tipos de gênero reconhecidos hoje em dia. Eu já vi vários deles e conheço quase todos, pois tudo se diversifica com uma facilidade incrível. Vou citar um exemplo: a pessoa é Drag Queen e se apaixona por um homem trans que na sua sexualidade é gay. Parece meio confuso, mas a verdade e que existem variações bastante acentuadas nos tipos de gênero e quem somos nós para julgar, já que tudo se transforma num sentimento lindo que é o AMOR? E quem pode julgar? Qual sociólogo, psicólogo ou psiquiatra tem esse direito? Não meu bem, ninguém tem, pois o amor é algo que só quem vive pode julgá-lo, aliás, nem julgá-lo, mas vivê-lo. E Deus pode dar aquela força, pois tudo se resume em DEUS e nas varias formas que os homens e mulheres foram feitos. Não usem a cadeira hipócrita da ciência para explicar o que não tem explicação, nem usem a hipocrisia do julgamento religioso, pois tudo isso esta acima dos homens, isso se chama AMOR.

Beijo da Gorda!

Foto: Maurício Code
Imagem: tolerance.org