SOS: Seremos Extintas


Foto: Ida Feldman
Sim, seremos seres extintos em alguns anos. Seremos somente fotos, filminhos e bonecas. As drags estão sendo extintas pela mídia digital. Nossos momentos de glória, nossa luta pelos direitos de sermos seres atuantes dentro dessa sociedade gay, fóbica, que só valoriza a estética e o sexo daquelas que não forem pintosas, pois se você é afeminada querida, junte-se a nós na fila da extinção. A nossa história como gays revolucionários, que pintam a cara e dão a mesma a tapa, de nada valeu. Não somos filmes, não somos nada, só um bando de viadinhos, que pintam a cara, nossa luta, lá atrás, no começo de tudo, onde escolhemos esses personagens para fazer uma revolução estética e cultural, a briga por nossos direitos, estão sendo cada vez mais esquecidos, a não ser que você seja uma das muitas filhinhas da RuPaul, aí tudo fica diferente, pois aí você está na moda.

Kaká di Polly virou boneca pelas  mãos de Gutto  Nunes Matos
Agora eu pergunto: onde fica nossa história de luta pelo direito de ser uma drag queen? Isso está sendo extinto e não está sendo mostrado a todas essas pessoas gays, que hoje podem ser o que quiserem, travestis, transexuais, pessoas de uma estética onde nós somos mal vistas, somos até caricaturas femininas, mas todos esquecem que a caricatura é uma das formas mais revolucionárias para a luta contra o sistema imposto .

O belo trabalho de Gutto  Nunes Matos
Vejo amigas tendo de viver esquecidas ou como cabeleireiros ou como marginais frente a essa sociedade homofóbica, que não tem o menor respeito pela revolução feita por nós. Queridas se hoje vocês podem se beijar nas ruas, darem as mãos, terem nomes sociais e outras vantagens, tudo começou lá atrás, quando homens gays resolveram colocar uma peruca na cabeça e enfrentar tudo e todos que eram contra o estado, que era contra os gays. Não estou aqui me queixando como uma velha senhora que esta envelhecendo, que pesa 170 quilos e tem dores enormes na coluna por causa do salto que usou durante anos, mas quero dizer uma coisa a vocês, não vou parar seus olhares críticos e homofóbicos e vocês não vão me parar, terão que bater cabeça cada vez que eu chegar quietinha, hoje sem escândalos e gritos, que eram da nossa natureza, os gritos de guerra de sermos aquilo que queríamos, só peço que não esqueçam da historia desde Stonewall até hoje. Vocês vão ter de saber que nós fomos os girinos desta sociedade, que hoje lhes permite ser o que vocês quiserem e como o homo sapiens, nós não seremos esquecidas. Vocês vão ter de lembrar de nós e vão continuar até que um dia todas Sumam. Mas isso não vai acontecer, pois temos um código secreto de não parar nunca, outras irão nascer e vocês vão ter de nos aplaudir kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk.

Beijos da Rainha Kaká, aquela que sempre será lembrada como a louca que deitou na frente do trânsito e da polícia para que a nossa Primeira Parada Gay existisse. Até outras encarnações, pois eu vou continuar voltando igual kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Nenhum comentário :

Postar um comentário